OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



Blog do Professor Walter Vicioni Gonçalves

2. Mensagem do Dia do Professor

Publicado em 11 de outubro de 2016 - 18:06h

   Meus companheiros, preparei dois textos para o Dia do Professor e farei as duas postagens neste blog. Façam suas escolhas.

Na comemoração do Dia do Professor deste ano, compartilho ideias, princípios e desafios para realizar a educação que queremos.

Para tanto, volto a 1932, quando um grupo de educadores – entre os quais Anísio Teixeira, Fernando de Azevedo e Lourenço Filho – lançou O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, para discutir e propor o que deveria ser a educação brasileira, cujos conceitos e propostas permanecem vivos e válidos até hoje.

Para começar, o reconhecimento de que, “na hierarquia dos problemas nacionais, nenhum sobreleva em importância e gravidade o da educação”. Educação que esteja em torno de uma concepção da vida, de um ideal que varia “sempre de acordo com a estrutura e as tendências sociais da época, extraindo sua vitalidade, assim como sua força inspiradora, da própria natureza da realidade social”.

Hoje, mais do que nunca, é necessário adequar a educação aos novos tempos e aos novos rumos da sociedade. Não simplesmente introduzindo novas tecnologias no ensino, mas reconhecendo o novo perfil da criança e do jovem. É preciso que os números ganhem rosto, identidade, vida. É preciso levar em conta quem é o aluno, suas aspirações e suas expectativas. É preciso escutá-lo e fazer com que escute, interagindo e trocando experiências. Enfim, é preciso proporcionar ao aluno oportunidades de reconhecer o significado de cada atividade e de cada novo conhecimento em sua vida e de participar da transformação da sociedade.

Nesse contexto, o educador tem um papel fundamental. É aquele que acolhe, interage no dia a dia, orienta estudos e práticas, facilita a aprendizagem. Em virtude dessa relevância, o SESI-SP e o SENAI-SP mantêm permanentes programas de preparação de seu pessoal docente. Faltava a formação inicial propriamente dita. Isso se concretiza, neste ano, com a nova Faculdade SESI-SP de Educação.

Os docentes, entretanto, não estão sozinhos na formação das novas gerações. Afinal, aprende-se também na família, na sociedade, nas manifestações culturais e no trabalho.

Dessa forma, a escola interage com seu meio, rico e inquietante, que apresenta desafios a cada minuto.

Nesses caminhos e nesses novos tempos, o que vem sendo esquecida é a busca permanente da alegria da convivência, de ser feliz. Retomando o Manifesto, pode-se afirmar que “a escola, campo específico de educação, não é um elemento estranho à sociedade humana, um elemento separado, mas ‘uma instituição social’, um órgão feliz e vivo, no conjunto das instituições necessárias à vida, o lugar onde vivem a criança, a adolescência e a mocidade, de conformidade com os interesses e as alegrias profundas de sua natureza”. É uma utopia? Pode ser. Mas é essa utopia que deve ser a luz no fim do túnel, o desafio permanente.

Neste Dia do Professor, quero agradecer por poder contar com a dedicação, a responsabilidade e o compromisso de todos. E quero deixar o desafio de perpetuar a ideia da escola como um organismo feliz e vivo, onde educadores encontrem sua realização pessoal e profissional e onde alunos reconheçam a “beleza de ser um eterno aprendiz”.

Professor Walter Vicioni Gonçalves

15/10/2016

 

 

Sobre

Walter Vicioni é diretor regional do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP e diretor da Faculdade SESI-SP de Educação. É membro reeleito do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Foi eleito, em 2018, para ocupar a Cadeira nº 36 da Academia Paulista de Educação.


Saiba mais sobre
Walter Vicioni Gonçalves

Redes Sociais

Deixe o seu comentário!