OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



Blog do Professor Walter Vicioni Gonçalves

Mensagem de Natal 2017

Publicado em 21 de dezembro de 2017 - 10:42h

…não há melhor resposta que o espetáculo da vida:
vê-la desfiar seu fio, que também se chama vida,
ver a fábrica que ela mesma, teimosamente, se fabrica,
vê-la brotar como há pouco em nova vida explodida…
João Cabral de Melo Neto

natal_2017_certa

Vous pensez connaître la verité. La verité est que vous ignorez tout. Você pensa que conhece a verdade. A verdade é que você não sabe de nada. A fraseque me seguia nas estações do metrô de Paris, deixou-me intrigado. Estava na divulgação do livro Double Piège, do escritor americano Harlan Coben, mestre do suspense e mistério que também estava em Paris naquela semana, lançando sua última obra. Não, não fui à FNAC em busca de autógrafo, nem sei se um dia vou ler o livro para desvendar a verdade que ignoro. Mas continuo pensando na frase, e na vida tecida pelo ano que termina.

Cada ano traz novos problemas de forma e conteúdo, escreveu W.H. Alden. Além de novos e carrancudos desafios, este ano trouxe consigo determinação para concretizar sonhos, ensinou-me o desapego daquilo que não serve mais, como roupas que até vestem o corpo, mas já não aquecem a alma. Foi um ano de definições, de valorização do que é primordial, como amizades verdadeiras, lealdade, serenidade e paz de espírito, um ano de resgates. Trouxe-me alegria de viver. Alguns anos nos trazem perguntas, outros as respondem, segundo Zora Neale Hurston, antropóloga americana. Este foi, definitivamente, um ano de respostas.

A viagem à França fez parte desse resgate. Sempre respeitei e admirei muito aquele país, principalmente ao aprender sobre sua cultura. No outono da minha vida, por decreto presidencial do governo francês, fui nomeado Chevalier dans l’ Ordre des Palmes Académiques – Cavaleiro da Ordem das Palmas Acadêmicas , condecoração que recebi com satisfação e uma ponta de orgulho. Senti-me, definitiva e amorosamente, ligado àquele país. Assim, alguns dias de férias em Paris permitiram-me retornar ao trabalho fortalecido, a alma plena de vida, que brotou colorida, como nos versos de João Cabral.

Quem me conhece sabe do desvelo com que trato as questões relacionadas à Educação praticada nas escolas do Sesi e do Senai. Do quanto insisto que apenas a educação, uma educação inovadora e transformadora, nos salvará dos malfeitos decorrentes da ignorância. E da importância de um modelo de educação, que, seja dito, estamos colocando em prática: que ensina os alunos a pensar, que os prepara para uma vida digna de ser vivida. Um modelo que preconiza uma formação diferenciada para docentes, capacitando-os para agir segundo os diferentes domínios do conhecimento. Que resgata o papel social, o respeito e o reconhecimento destes profissionais. Para ilustrar tais práticas, menciono a seguir três projetos implantados no Sesi e no Senai de São Paulo.

Primeiramente, o projeto-piloto de Educação Fundamental na Escola Sesi «João e Belinha Ometto », em Limeira, num prédio histórico, antigo engenho de cana de açúcar. O que torna essa unidade diferente das demais são as estratégias de ensino utilizadas para o desenvolvimento do currículo flexível, que acontece a partir dos interesses das crianças. Não há paredes separando os espaços de aprendizagem, nos quais professores para tanto preparados dão vida a um caminho que leva em conta, sim, o alcance de objetivos pré-estabelecidos, respeitando, porém, a curiosidade, a iniciativa, a criatividade e a integração dos alunos.

Ainda no Sesi, com o propósito de aprimorar e diferenciar mais o curso de formação de professores da Faculdade Sesi de Educação, nosso olhar foi pousar na Finlândia, não apenas em suas estonteantes auroras boreais, mas sobretudo em seu sistema educacional. O país é reconhecido pela excelência de sua educação e de seus professores e, por consequência, por apresentar altos resultados em avaliações acadêmicas em leitura, matemática e ciências. Aprendemos que lá a educação é um patrimônio nacional, portanto, um bem comum e responsabilidade de todos. Um modelo que nos inspira e convida.

No Senai, continuamos igualmente fazendo o que sabemos fazer bem: educação para o trabalho. Nesse contexto, abraçamos o projeto de internacionalização dos Cursos Superiores, por meio de convênios firmados com universidades e instituições de renome. Levamos em consideração a crescente internacionalização da educação no mundo contemporâneo, fronteiras cada vez mais permeáveis entre as nações e a demanda por profissionais capazes de transitar por diferentes realidades, no que diz respeito a tecnologias de última geração, inovação, habilidades interpessoais e de comunicação.

No Sesi e no Senai, projetos transformam-se em modelos reais, fundamentados nos pilares da UNESCO para a educação – aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser. Ainda, aprender a respeitar as diferenças, num mundo tão marcado pela intolerância. Buscamos e praticamos educação de qualidade, que inova e que transforma. Minha certeza é a de que apenas essa educação forma cidadãos que podem mudar um país. Trabalho diuturno e árduo, do qual, teimosamente, não desistirei. Resistamos juntos. Fica o convite!

Pensando bem, talvez eu devesse ter ido à FNAC naquele dia chuvoso de outubro. Teria dito ao mestre do suspense que eu não sei tudo, como, aliás, ninguém sabe; mas continuo firme em busca das respostas. Ninguém pode nos dar receitas de ano novo, nem saber quais mistérios trará ele consigo. Fico com a sugestão do poeta: a melhor resposta continua sendo o espetáculo da vida vendo-a tecer seus fios, teimosamente.

Obrigado por mais um ano juntos, meus caros amigos e leais colegas de fé. Nas palavras de Peter Diamandis, as quais faço minhas neste ensejo, o futuro será muito melhor do que pensamos. Boas Festas! Feliz Natal e Feliz Ano Novo a todos!

Walter Vicioni Gonçalves

Dezembro – 2017

Sobre

Walter Vicioni é diretor regional do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP e diretor da Faculdade SESI-SP de Educação. É membro reeleito do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Foi eleito, em 2018, para ocupar a Cadeira nº 36 da Academia Paulista de Educação.


Saiba mais sobre
Walter Vicioni Gonçalves

Redes Sociais

Deixe o seu comentário!