OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



Blog do Professor Walter Vicioni Gonçalves

Entrevista – Cenário da educação no Brasil

Nesta semana, fui o entrevistado do programa Conexão Super Rádio (AM 1150) e falei sobre os rumos da educação no Brasil.

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

14
fev 2014
COMENTÁRIOS 5
COMPARTILHAR
Nesta semana, fui o entrevistado do programa Conexão Super Rádio (AM 1150) e falei sobre os rumos da educação no Brasil.Parte 1:Parte 2:Parte 3:

FIQUE LIGADO – Edição 27

Acompanhe alguns destaques na nova edição do Jornal Mural do SESI e SENAI SP

Fique Ligado_EDICAO 27

11
fev 2014
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Acompanhe alguns destaques na nova edição do Jornal Mural do SESI e SENAI SPFique Ligado_EDICAO 27

‘Pai’ do Sistema SESI de Ensino conta como ficarão as escolas de Jundiaí

Entrevista publicada no Caderno Especial do Jornal de Jundiaí – em 02 de fevereiro

Jornal Jundiai

Das sete escolas do SESI instaladas hoje em Jundiaí, haverá, em breve três. Mas elas serão – como afirma o superintendente do Sesi e diretor estadual do Senai, Walter Vicioni, – “grandes escolas”, que funcionarão em período integral e, além de abrigarem ainda mais alunos, gerarão empregos, especialmente para professores.

 Vicioni, que coleciona 44 anos dedicados à educação, incluindo uma passagem por Campinas, onde nas chamadas “escolas de emergência”, na década de 1960, respondeu pela alfabetização de um número sem-fim de crianças, entrou no Sistema “S” pelas portas do Senai, onde permaneceu até 2006. Mas foi após idealizar o Sistema Sesi de Ensino que este professor se consolidou como um visionário do aprendizado contemporâneo.

Para este paulista de 67 anos, a educação deve ser mais que um direito universal. Deve ser uma ferramenta para o desenvolvimento socioeconômico de uma nação. Nesta entrevista, ele dá detalhes dos planos e projetos que Jundiaí pode aguardar.

 Jornal de Jundiaí. O senhor é um dos responsáveis por criar e implantar o Sistema Sesi de Ensino. Conte um pouco esta experiência.

Walter Vicioni. Eu já trabalhava no SENAI e, em 2006, fui chamado para criar no Sesi um plano estratégico visando consolidar a transferência de tecnologia educacional. Surgiu o Sistema SESI de Ensino, que fazendo um comparativo é como um COC, mas ao invés de ser usado pelas escolas privadas é oferecido como um sistema educacional para os municípios. Leia Mais…

5
fev 2014
COMENTÁRIOS 4
COMPARTILHAR
Entrevista publicada no Caderno Especial do Jornal de Jundiaí – em 02 de fevereiroDas sete escolas do SESI instaladas hoje em Jundiaí, haverá, em breve três. Mas elas serão – como afirma o superintendente do Sesi e diretor estadual do Senai, Walter Vicioni, – “grandes escolas”, que funcionarão em período integral e, além de abrigarem ainda mais alunos, gerarão empregos, especialmente para professores. Vicioni, que coleciona 44 anos dedicados à educação, incluindo uma passagem por Campinas, onde nas chamadas “escolas de emergência”, na década de 1960, respondeu pela alfabetização de um número sem-fim de crianças, entrou no Sistema “S” pelas portas do Senai, onde permaneceu até 2006. Mas foi após idealizar o Sistema Sesi de Ensino que este professor se consolidou como um visionário do aprendizado contemporâneo.Para este paulista de 67 anos, a educação deve ser mais que um direito universal. Deve ser uma ferramenta para o desenvolvimento socioeconômico de uma nação. Nesta entrevista, ele dá detalhes dos planos e projetos que Jundiaí pode aguardar. Jornal de Jundiaí. O senhor é um dos responsáveis por criar e implantar o Sistema Sesi de Ensino. Conte um pouco esta experiência.Walter Vicioni. Eu já trabalhava no SENAI e, em 2006, fui chamado para criar no Sesi um plano estratégico visando consolidar a transferência de tecnologia educacional. Surgiu o Sistema SESI de Ensino, que fazendo um comparativo é como um COC, mas ao invés de ser usado pelas escolas privadas é oferecido como um sistema educacional para os municípios. (mais…)

Programa Nanomundo, um case de sucesso

O Programa SESI e SENAI SP de Educação em Nanociência e Nanotecnologia – Nanomundo – inspirou a produção de um filme pela empresa Hitachi que destaca o desafio das entidades em ampliar o conhecimento científico e a competitividade  da indústria brasileira por meio da Nanotecnologia. Leia Mais…

30
jan 2014
COMENTÁRIOS 14
COMPARTILHAR
O Programa SESI e SENAI SP de Educação em Nanociência e Nanotecnologia – Nanomundo – inspirou a produção de um filme pela empresa Hitachi que destaca o desafio das entidades em ampliar o conhecimento científico e a competitividade  da indústria brasileira por meio da Nanotecnologia. (mais…)

A distinção entre “viver para a política”e “viver da política”

Livro Silvia 1

Em visita ao CAT A. E. Carvalho, na sexta-feira 24 de janeiro, recebi dos funcionários da escola por meio da profa. Silvia Marchi, o livro Ciência e Politica: duas vocações, de Max Weber. Constitui o livro, a reunião de dois ensaios: a Ciência como vocação e a Politica como vocação.  Não resisti à tentação de lê-lo, imediatamente.  Leia Mais…

29
jan 2014
CATEGORIA
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Em visita ao CAT A. E. Carvalho, na sexta-feira 24 de janeiro, recebi dos funcionários da escola por meio da profa. Silvia Marchi, o livro Ciência e Politica: duas vocações, de Max Weber. Constitui o livro, a reunião de dois ensaios: a Ciência como vocação e a Politica como vocação.  Não resisti à tentação de lê-lo, imediatamente.  (mais…)

Ana Clara e a luta por um mundo melhor

anaclara

                                                                                                                                          Foto: Reprodução de TV

O que é educação? A lei que estabelece as diretrizes e bases da educação escolar brasileira inicia com a definição de que “a educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais”. Ou seja, a educação vai muito além do ensino formal, com suas escolas e seus cursos. É na convivência que se aprende muito e na passagem das tradições de uma geração para outra que se ampliam e se consolidam saberes, habilidades e, mais que tudo, valores. Leia Mais…

28
jan 2014
CATEGORIA
COMENTÁRIOS 40
COMPARTILHAR
                                                                                                                                          Foto: Reprodução de TVO que é educação? A lei que estabelece as diretrizes e bases da educação escolar brasileira inicia com a definição de que “a educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais”. Ou seja, a educação vai muito além do ensino formal, com suas escolas e seus cursos. É na convivência que se aprende muito e na passagem das tradições de uma geração para outra que se ampliam e se consolidam saberes, habilidades e, mais que tudo, valores. (mais…)
23
jan 2014
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR

Entrevista – Lançamento do livro “Programa SESI-SP na Trilha dos Saberes”

Entrevista concedida ao Canal Futura para o interprograma Você faz a diferença

sobre o lançamento do meu livro “Programa SESI-SP na Trilha dos Saberes” 

15
jan 2014
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Entrevista concedida ao Canal Futura para o interprograma Você faz a diferençasobre o lançamento do meu livro “Programa SESI-SP na Trilha dos Saberes” 

Uma homenagem aos italianos de São Paulo

 “Conquanto um artigo de folha genovesa diga que a colônia italiana acabará por absorver a nacionalidade brasileira, eu não dou fé a tais prognósticos; mas quando italianos nos absorvessem, seriam outros, não seriam já os mesmos.”

Machado de Assis, “A semana” – coluna publicada na Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, em 18/10/1896.

arte para blog

São Paulo: 460 anos de história. Uma história rica, que certamente orgulha a todos os que aqui nasceram e a todos os que se tornaram cidadãos paulistanos por opção.

Adotaram São Paulo, como terra para viver e criar seus filhos, migrantes vindos da Bahia, Ceará, Minas Gerais e tantos outros estados brasileiros, bem como imigrantes vindos da Itália, Japão, Alemanha, Coreia e muitos outros países, dos vários continentes. Embora São Paulo tenha assimilado em sua cultura e no seu cotidiano contribuições de todos, pode-se destacar a imigração dos italianos, entre as que deixaram marcas profundas e indeléveis na história da cidade. Leia Mais…

10
jan 2014
COMENTÁRIOS 17
COMPARTILHAR
 “Conquanto um artigo de folha genovesa diga que a colônia italiana acabará por absorver a nacionalidade brasileira, eu não dou fé a tais prognósticos; mas quando italianos nos absorvessem, seriam outros, não seriam já os mesmos.”Machado de Assis, “A semana” – coluna publicada na Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, em 18/10/1896.São Paulo: 460 anos de história. Uma história rica, que certamente orgulha a todos os que aqui nasceram e a todos os que se tornaram cidadãos paulistanos por opção.Adotaram São Paulo, como terra para viver e criar seus filhos, migrantes vindos da Bahia, Ceará, Minas Gerais e tantos outros estados brasileiros, bem como imigrantes vindos da Itália, Japão, Alemanha, Coreia e muitos outros países, dos vários continentes. Embora São Paulo tenha assimilado em sua cultura e no seu cotidiano contribuições de todos, pode-se destacar a imigração dos italianos, entre as que deixaram marcas profundas e indeléveis na história da cidade. (mais…)

Entrevista – Ensino Básico em busca da qualidade

Entrevista concedida à Revista Escola Particular, uma publicação mensal dos Sindicatos dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo – Edição nº 189 – dezembro/2013. Leiam na íntegra

capa

A Revista Escola Particular iniciou, em outubro, uma série de matérias debatendo os rumos da educação brasileira. Inicialmente, estamos mostrando o patamar em que se encontra o nosso setor de ensino sob o ponto de vista de diversos especialistas. Após a participação de Claudia Costin, Marcelo Tas e Priscila Cruz, nesta edição conversamos com Walter Vicioni, diretor do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP e membro titular do Conselho Estadual de Educação de São Paulo.

Sempre ligado à Educação, ele formou-se em Pedagogia pelo Mackenzie, é pós-graduado em Administração e Planejamento da Educação pelo International Institute for Educational Planning (IIEP-França) e especialista em Gestão da Qualidade pelo Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC-UNICAMP). Possui, ainda, certificado em Direção Estratégica e Planejamento Empresarial pela Escola de Administração de Empresa de SP – FGV. Além de ser formado, também, em Gestão de Programas de Cooperação Internacional pela Faculdade de Economia e pelo Instituto de Estudos Avançados da USP. Atuando no SENAI-SP desde 1970, já exerceu os cargos de diretor de escolas, diretor de Organização e Planejamento e diretor técnico. No SESI-SP, foi diretor de operações. Leia Mais…

19
dez 2013
COMENTÁRIOS 3
COMPARTILHAR
Entrevista concedida à Revista Escola Particular, uma publicação mensal dos Sindicatos dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo – Edição nº 189 – dezembro/2013. Leiam na íntegraA Revista Escola Particular iniciou, em outubro, uma série de matérias debatendo os rumos da educação brasileira. Inicialmente, estamos mostrando o patamar em que se encontra o nosso setor de ensino sob o ponto de vista de diversos especialistas. Após a participação de Claudia Costin, Marcelo Tas e Priscila Cruz, nesta edição conversamos com Walter Vicioni, diretor do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP e membro titular do Conselho Estadual de Educação de São Paulo.Sempre ligado à Educação, ele formou-se em Pedagogia pelo Mackenzie, é pós-graduado em Administração e Planejamento da Educação pelo International Institute for Educational Planning (IIEP-França) e especialista em Gestão da Qualidade pelo Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC-UNICAMP). Possui, ainda, certificado em Direção Estratégica e Planejamento Empresarial pela Escola de Administração de Empresa de SP – FGV. Além de ser formado, também, em Gestão de Programas de Cooperação Internacional pela Faculdade de Economia e pelo Instituto de Estudos Avançados da USP. Atuando no SENAI-SP desde 1970, já exerceu os cargos de diretor de escolas, diretor de Organização e Planejamento e diretor técnico. No SESI-SP, foi diretor de operações. (mais…)

Sobre

Walter Vicioni é diretor regional do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP, diretor da Faculdade SESI-SP de Educação, licenciado até 07/10/2018. É membro reeleito do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.


Saiba mais sobre
Walter Vicioni Gonçalves

Redes Sociais