OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



OBRIGADO.

Seu cadastro foi realizado com sucesso.

    Inscrição no blog

    Cadastre-se para receber noticias e novidades sobre o Professor Walter Vicioni Gonçalves, diretamente em seu email.



Blog do Professor Walter Vicioni Gonçalves

Apresentação – Mitos e equívocos da formação profissional

_DSC9887

Gostaria de compartilhar com todos vocês a apresentação que fiz para mais de 3.700 educadores da rede SENAI-SP no Proeducador 2013 – Programa de Formação de Educadores do SENAI-SP, no final do mês passado, sobre os mitos e equívocos da formação profissional.

Na ocasião, reforcei, mais uma vez, o protagonismo da entidade na formação de bons docentes capazes de alcançar a excelência da educação profissional.

Link da apresentação: Mitos e equívocos da formação profissional.

9
out 2013
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Gostaria de compartilhar com todos vocês a apresentação que fiz para mais de 3.700 educadores da rede SENAI-SP no Proeducador 2013 – Programa de Formação de Educadores do SENAI-SP, no final do mês passado, sobre os mitos e equívocos da formação profissional.Na ocasião, reforcei, mais uma vez, o protagonismo da entidade na formação de bons docentes capazes de alcançar a excelência da educação profissional.Link da apresentação: Mitos e equívocos da formação profissional.

Discurso de Abertura da Olimpíada do Conhecimento SENAI SP SKILLS 2013

abertura_spskills

Autoridades, representantes da FIESP e do CIESP, colegas do SESI e do SENAI, prezados alunos,

O Decreto de 1909, que cria Escolas de aprendizes artífices, considera necessário “não só habilitar os filhos dos desfavorecidos da fortuna (…) como fazê-los adquirir  hábitos de trabalho profícuo, que os afastará da ociosidade   ignorante, escola do vício e do crime”.

Era essa a cultura predominante que, de forma preconceituosa, considerava as ocupações de base artesanal, da indústria manufatureira, destinadas única e exclusivamente  para os filhos dos outros.

Pela mudança que representa nessa cultura, a Olimpíada que hoje se inicia marca a  consagração de novos conceitos e novos tempos. Leia Mais…

3
out 2013
COMENTÁRIOS 1
COMPARTILHAR
Autoridades, representantes da FIESP e do CIESP, colegas do SESI e do SENAI, prezados alunos,O Decreto de 1909, que cria Escolas de aprendizes artífices, considera necessário “não só habilitar os filhos dos desfavorecidos da fortuna (…) como fazê-los adquirir  hábitos de trabalho profícuo, que os afastará da ociosidade   ignorante, escola do vício e do crime”.Era essa a cultura predominante que, de forma preconceituosa, considerava as ocupações de base artesanal, da indústria manufatureira, destinadas única e exclusivamente  para os filhos dos outros.Pela mudança que representa nessa cultura, a Olimpíada que hoje se inicia marca a  consagração de novos conceitos e novos tempos. (mais…)

Olimpíada do Conhecimento SENAI SP SKILLS 2013 já começou

ABERT PROF

O maior evento de valorização da formação profissional – a Olimpíada do Conhecimento SENAI SP SKLLIS 2013 – foi aberto nesta quarta-feira, 25 de setembro, no Pavilhão do Anhembi. Chegou o momento dos alunos do SENAI SP mostrarem suas habilidades e competências em busca das soluções para os desafios industriais propostos. Leia Mais…

27
set 2013
COMENTÁRIOS 1
COMPARTILHAR
O maior evento de valorização da formação profissional – a Olimpíada do Conhecimento SENAI SP SKLLIS 2013 – foi aberto nesta quarta-feira, 25 de setembro, no Pavilhão do Anhembi. Chegou o momento dos alunos do SENAI SP mostrarem suas habilidades e competências em busca das soluções para os desafios industriais propostos. (mais…)

Medalha do Mérito Educativo

XVII CONGRESSO E FEIRA DE EDUCACAO

Recebi ontem, 19 de setembro, a Medalha do Mérito Educativo, na solenidade do Congresso e Feira de Educação Saber 2013. A comenda, entregue pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (SIEEESP), enaltece as personalidades que dignificam a Educação e colaboram para o aprimoramento da qualidade do ensino brasileiro.

Senti-me muito lisonjeado com a honraria.

20
set 2013
COMENTÁRIOS 3
COMPARTILHAR
Recebi ontem, 19 de setembro, a Medalha do Mérito Educativo, na solenidade do Congresso e Feira de Educação Saber 2013. A comenda, entregue pelo Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (SIEEESP), enaltece as personalidades que dignificam a Educação e colaboram para o aprimoramento da qualidade do ensino brasileiro.Senti-me muito lisonjeado com a honraria.

A hora da mudança na educação

Artigo publicado na Revista Abigraf – Edição 266 – Julho/Agosto 2013

Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
“Pra não dizer que não falei das flores”
GERALDO VANDRÉ

pagina 1As manchetes tornam- se cada vez mais alarmantes: “Droga incita violência na escola, aponta pesquisa de sindicato”, “Pesquisa diz que 44% dos professores de SP dizem ter sofrido agressão em escolas”, “Jovens do País enfrentam bullying e solidão na escola — Problemas detectados por pesquisa do IBGE elevam risco de depressão no futuro”, “Educação de má qualidade expulsa estudantes e cria defasagem escolar”.

Problemas graves, que formam o mosaico que caracteriza a educação nacional. O diagnóstico está diariamente sendo incrementado e atualizado. A consciência de sua gravidade foi demonstrada nas recentes manifestações de rua, ao se protestar por um novo padrão de educação para o País — a busca por um modelo sem violência, com eficiência e excelência de resultados.

A imprensa divulga, como possíveis soluções para a violência nas escolas, propostas tais como instalação de mais câmaras nos ambientes escolares e redução da maioridade penal, medidas que podem ser consideradas pontuais e paliativas. Leia Mais…

16
set 2013
COMENTÁRIOS 29
COMPARTILHAR
Artigo publicado na Revista Abigraf – Edição 266 – Julho/Agosto 2013Vem, vamos embora que esperar não é saber Quem sabe faz a hora não espera acontecer“Pra não dizer que não falei das flores”GERALDO VANDRÉAs manchetes tornam- se cada vez mais alarmantes: “Droga incita violência na escola, aponta pesquisa de sindicato”, “Pesquisa diz que 44% dos professores de SP dizem ter sofrido agressão em escolas”, “Jovens do País enfrentam bullying e solidão na escola — Problemas detectados por pesquisa do IBGE elevam risco de depressão no futuro”, “Educação de má qualidade expulsa estudantes e cria defasagem escolar”.Problemas graves, que formam o mosaico que caracteriza a educação nacional. O diagnóstico está diariamente sendo incrementado e atualizado. A consciência de sua gravidade foi demonstrada nas recentes manifestações de rua, ao se protestar por um novo padrão de educação para o País — a busca por um modelo sem violência, com eficiência e excelência de resultados.A imprensa divulga, como possíveis soluções para a violência nas escolas, propostas tais como instalação de mais câmaras nos ambientes escolares e redução da maioridade penal, medidas que podem ser consideradas pontuais e paliativas. (mais…)

Inaugurada a primeira Escola Móvel de Aviônicos do SENAI-SP e do Brasil

IMG_5962

O SENAI-SP inaugurou a primeira escola móvel de Aviônicos do Brasil, na sexta-feira, dia 30 de agosto, no Museu da TAM, em São Carlos. Leia Mais…

9
set 2013
COMENTÁRIOS 1
COMPARTILHAR
O SENAI-SP inaugurou a primeira escola móvel de Aviônicos do Brasil, na sexta-feira, dia 30 de agosto, no Museu da TAM, em São Carlos. (mais…)

Opinião – Progressão continuada

Novamente, a decantada progressão continuada na berlinda! A Folha de S. Paulo toma posição sobre anunciadas mudanças no sistema de ciclos e de avaliação do ensino na rede pública municipal de São Paulo.

Em 24 de agosto último, o colunista Hélio Schwartsman, no artigo “Reprovando a repetência”, considera a proposta um provável retrocesso, fundamentado em “razoável evidência de que a retenção transita entre o inútil e o contraproducente”. No dia seguinte, 25, o editorial “Ensinar e aprender”, do mesmo jornal, contrariamente ao Hélio, diz que “há sentido…em encurtar os ciclos, como quer o prefeito Fernando Haddad”. Há razões e grandes incertezas dos dois lados. Como o próprio editorial qualifica, trata-se de um “vespeiro”.

Uma coisa é certa, também apontada no editorial: a progressão continuada, por má implantação e aplicação, “degenerou” em “aprovação automática”. Três coisas mais, porém, precisam ser enfatizadas. Primeiro, a repetência acarreta pesados custos sociais e financeiros. A queda da autoestima do aluno repetente é o estopim do abandono escolar e, consequentemente, o pé na soleira da marginalidade.

Cada aluno retido representa recurso público perdido e, em escala global, provoca o travamento do fluxo escolar, acumulando embaraços para a criação de vagas para novos alunos. Segundo, não há regime de ciclos ou de progressão continuada que produza bons resultados, se não houver adequada preparação e valorização dos professores – em termos de remuneração, formação e condições de trabalho – de forma que seja, de fato, implantado um ensino continuado de excelente qualidade, com avaliação, reforço e recuperação igualmente continuados.

Por último, a urgente transformação da estrutura e funcionamento da educação básica. Não há soluções mágicas ou milagrosas em educação!

Walter Vicioni Gonçalves é membro titular do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, diretor regional do Senai-SP e superintendente do Sesi-SP.

26
ago 2013
COMENTÁRIOS 11
COMPARTILHAR
Novamente, a decantada progressão continuada na berlinda! A Folha de S. Paulo toma posição sobre anunciadas mudanças no sistema de ciclos e de avaliação do ensino na rede pública municipal de São Paulo.Em 24 de agosto último, o colunista Hélio Schwartsman, no artigo “Reprovando a repetência”, considera a proposta um provável retrocesso, fundamentado em “razoável evidência de que a retenção transita entre o inútil e o contraproducente”. No dia seguinte, 25, o editorial “Ensinar e aprender”, do mesmo jornal, contrariamente ao Hélio, diz que “há sentido…em encurtar os ciclos, como quer o prefeito Fernando Haddad”. Há razões e grandes incertezas dos dois lados. Como o próprio editorial qualifica, trata-se de um “vespeiro”.Uma coisa é certa, também apontada no editorial: a progressão continuada, por má implantação e aplicação, “degenerou” em “aprovação automática”. Três coisas mais, porém, precisam ser enfatizadas. Primeiro, a repetência acarreta pesados custos sociais e financeiros. A queda da autoestima do aluno repetente é o estopim do abandono escolar e, consequentemente, o pé na soleira da marginalidade.Cada aluno retido representa recurso público perdido e, em escala global, provoca o travamento do fluxo escolar, acumulando embaraços para a criação de vagas para novos alunos. Segundo, não há regime de ciclos ou de progressão continuada que produza bons resultados, se não houver adequada preparação e valorização dos professores – em termos de remuneração, formação e condições de trabalho – de forma que seja, de fato, implantado um ensino continuado de excelente qualidade, com avaliação, reforço e recuperação igualmente continuados.Por último, a urgente transformação da estrutura e funcionamento da educação básica. Não há soluções mágicas ou milagrosas em educação!Walter Vicioni Gonçalves é membro titular do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, diretor regional do Senai-SP e superintendente do Sesi-SP.

Parabéns aos atletas da Natação do SESI-SP

  

Estive com as duas estrelas da Natação do Sesi-SP, Ana Marcela Cunha e Thiago Pereira, na manhã da quinta-feira, 22 de agosto, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Eles trouxeram as boas notícias do último Mundial de Natação de Barcelona, realizado em julho e agosto, na Espanha. Ana Marcela ficou com uma prata e um bronze e Thiago conquistou dois bronzes.

22
ago 2013
CATEGORIA
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
  Estive com as duas estrelas da Natação do Sesi-SP, Ana Marcela Cunha e Thiago Pereira, na manhã da quinta-feira, 22 de agosto, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Eles trouxeram as boas notícias do último Mundial de Natação de Barcelona, realizado em julho e agosto, na Espanha. Ana Marcela ficou com uma prata e um bronze e Thiago conquistou dois bronzes.

Investimentos no Senai-SP devem chegar a R$ 362,6 milhões em 2013

Publicado no jornal Folha Notícias – Especial Educação – em 20/07/2013

folhaO resultado de duas medalhas de ouro, quatro de prata e uma de bronze dos alunos no maior torneio de ensino profissionalizante do mundo, o WorldSkills 2013, realizado em Leipzig, na Alemanha, é apenas um indicador da capacidade de formação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP).

Para manter a qualidade de ensino, o Senai-SP deve receber, somente no ano de 2013, investimentos de R$ 362,6 milhões, valor 16% maior em relação ao investido no ano anterior. A finalidade é ampliar unidades, construir novas, adquirir equipamentos de tecnologia e capacitar os profissionais da entidade. Leia Mais…

21
ago 2013
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Publicado no jornal Folha Notícias – Especial Educação – em 20/07/2013O resultado de duas medalhas de ouro, quatro de prata e uma de bronze dos alunos no maior torneio de ensino profissionalizante do mundo, o WorldSkills 2013, realizado em Leipzig, na Alemanha, é apenas um indicador da capacidade de formação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP).Para manter a qualidade de ensino, o Senai-SP deve receber, somente no ano de 2013, investimentos de R$ 362,6 milhões, valor 16% maior em relação ao investido no ano anterior. A finalidade é ampliar unidades, construir novas, adquirir equipamentos de tecnologia e capacitar os profissionais da entidade. (mais…)

SENAI-SP apresenta investimentos na Escola de Jandira

INVESTIMENTO NO SENAI DE JANDIRA

Na tarde de sexta-feira, 16 de agosto, participei da solenidade que marcou a ampliação e a renovação tecnológica da Escola SENAI de Jandira “Prof. Vicente Amato”. Leia Mais…

20
ago 2013
COMENTÁRIOS 0
COMPARTILHAR
Na tarde de sexta-feira, 16 de agosto, participei da solenidade que marcou a ampliação e a renovação tecnológica da Escola SENAI de Jandira “Prof. Vicente Amato”. (mais…)

Sobre

Walter Vicioni é diretor regional do SENAI-SP, superintendente do SESI-SP e diretor da Faculdade SESI-SP de Educação. É membro reeleito do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Foi eleito, em 2018, para ocupar a Cadeira nº 36 da Academia Paulista de Educação.


Saiba mais sobre
Walter Vicioni Gonçalves

Redes Sociais